fibromialgia - Fibromialgia: conheça a doença que tirou Lady Gaga do Rock In Rio 2017Saúde 

Fibromialgia: conheça a doença que tirou Lady Gaga do Rock In Rio 2017

A cantora Lady Gaga deixou milhares de fãs brasileiros inconsolados depois de cancelar sua apresentação no Rock in Rio 2017, um dia antes do show que estava previsto para a última sexta-feira. Além disso, todas as 17 apresentações da parte europeia da Joanne World Tour, a turnê internacional para divulgar o mais recente álbum da cantora, tiveram de ser adiadas para 2018. Os motivos pelos quais a agenda de Gaga teve de ser reprogramada às pressas são as fortes dores causadas pela fibromialgia, doença que acomete a popstar americana há cinco anos. Você já ouviu falar nesse assunto? Então, saiba mais:

Em 2013, Lady Gaga havia comentado sobre como era conviver com uma dor crônica, mas não havia revelado o motivo. Nos trailers já divulgados sobre o seu novo documentário, com data de lançamento prevista para 22 de setembro, há várias imagens e declarações sobre dores severas e sensibilidade aguda em todo o corpo, além de procedimentos hospitalares para amenizar os efeitos. Apenas na semana passada, dois dias antes de anunciar o cancelamento do show no Brasil, a cantora revelou sofrer de fibromialgia, pretendendo ajudar a sensibilizar e conectar as pessoas que sofrem do mesmo mal.

O mais recente trailer de Gaga: Five Foot Two, cujo nome é uma referência à altura da cantora (1,57m) no sistema métrico americano, foi divulgado nesta terça-feira (19). Nele, a cantora decide mostrar mais abertamente a sua relação com a condição física:

Após a publicação, vários internautas também twitaram sobre o tema compartilhando suas histórias de luta contra a doença e de como o esclarecimento do assunto é importante para auxiliar tanto na descoberta do diagnóstico clínico quanto no tratamento médico.

Fibromialgia

Mas o que é, afinal, a fibromialgia?

A fibromialgia é uma síndrome clínica que se manifesta com dores em todo o corpo do paciente, principalmente nos músculos. Devido as condições como se apresenta ela é uma doença “silenciosa”, já que os pacientes podem levar anos para descobri-la ou conseguir fechar o diagnóstico. Um dos fatores que leva a isso são os resultados dos exames clínicos que, em muitos casos, não apresentam alterações. Não há um exame específico que comprove a doença. A orientação é que o acompanhamento médico seja iniciado assim que surgirem os sintomas.

Mesmo com o avanço da medicina e das pesquisas na área, ainda é desconhecida qual é a causa exata da fibromialgia, mas se sabe que afeta sete vezes mais mulheres do que homens. A condição geralmente aparece entre as idades de 30 e 50 anos, porém pode surgir em qualquer momento da vida, inclusive em crianças e idosos.

fibromialgia gaga 660x281 - Fibromialgia: conheça a doença que tirou Lady Gaga do Rock In Rio 2017
Não há um exame específico que diagnostique a fibromialgia. A orientação é que o acompanhamento médico seja iniciado assim que surgirem os sintomas. (Reprodução Netflix)

Cada pessoa reage e suporta a dor em diferentes níveis e por isso acredita-se que alguns indivíduos possam ter uma predisposição a ter a  fibromialgia por causa de sua herança genética. Os genes poderiam fazer uma pessoa reagir intensamente a coisas que outras pessoas não achariam tão dolorido. Nesse caso, a orientação e que se tente identificar a possibilidade do diagnóstico diante da manifestação de algum dos sintomas. Por outro lado, em muitos casos a doença parece ser desencadeada em uma situação de alto nível de estresse físico, psicológico ou infecção grave.

Sintomas

Alguns dos sintomas mais comuns da doença são: fadiga, intolerância ao exercício físico e sono não repousante – isto é, quando a pessoa acorda sempre cansada. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, além da dor, quem sofre da doença também pode sentir rigidez muscular, fadiga, maior sensibilidade, dores de cabeça, problemas de memória e concentração, ansiedade, formigamentos/dormências, depressão, dores de cabeça, tontura e alterações intestinais. Uma característica da pessoa com Fibromialgia é a grande sensibilidade ao toque e à compressão de pontos nos corpos e a dificuldade para dormir.

Outros possíveis sintomas são problemas de memória e de concentração, bem como síndrome do intestino irritado, uma condição que provoca dor de estômago e inchaço. Ao examinar, o médico pode observar uma grande sensibilidade em áreas específicas dos músculos. Estes locais são conhecidos como pontos dolorosos.

Cura

Infelizmente, ainda não existe uma cura para a fibromialgia. Segundo a pesquisas da Sociedade Brasileira de Reumatologia, no entanto, muitos pacientes apresentam melhoras significativas no quadro clínico, chegando a ter praticamente por completo o retrocesso da doença. A fibromialgia é uma condição crônica que possivelmente pode durar por toda a  vida, porém há tratamentos que podem aliviar alguns dos sintomas para melhorar o bem-estar dos pacientes. É importante dizer que a doença não é fatal e não lesiona as articulações, os músculos ou órgãos internos.

Tratamento

A SBR afirma que a fibromialgia não deve ser encarada como uma doença que necessita de tratamento, mas sim como uma condição clínica que requer controle. Sendo assim, podendo ser acompanhada com medicamentos antidepressivos, antiepiléticos, terapias cognitivo-comportamentais e mudanças no estilo de vida, como a prática de exercícios físicos e técnicas de relaxamento como acupuntura que provoca um efeito anestésico.

Lady Gaga 649x365 - Fibromialgia: conheça a doença que tirou Lady Gaga do Rock In Rio 2017
Lady Gaga convive com a fibromialgia há 5 anos. Na foto, a cantora posa na estreia mundial do documentário “Gaga: Five Foot Two”, no qual fala abertamente sobre a doença. (Reprodução)

O acompanhamento interdisciplinar seria a melhor forma de cuidar da doença, pois permite que vários profissionais de saúde possam colaborar com o tratamento e a melhorar de vida dos pacientes. Entretanto, cada pessoa tem as suas peculiaridades no quadro clínico e por isso deve ser tratada de maneira individualizada e recebendo orientações que atendam as suas necessidades e que respeitem as suas decisões durante o processo.

Qualquer tipo de tratamento de saúde deve ser realizado apenas com orientação médica ou com o acompanhamento do profissional de saúde especializado na área. Para saber mais sobre a fibromialgia acesse o site da Sociedade Brasileira de Reumatologia.

 

 

 

Posts relacionados