Agenda - BH 

ASICS Golden Run BH: Pampulha vai receber Meia Maratona de 21k

Mais de 3 mil atletas já estão confirmados na Asics Golden Run BH. A corrida, que é uma das maiores da América Latina, tem percurso de 21 quilômetros e vai contornar a Lagoa da Pampulha. Belo Horizonte é a quarta cidade brasileira a receber o circuito, que ainda passará por outros 3 países ainda neste ano.

Conhecida por sua estrutura e organização similares às das grandes corridas internacionais, a Meia Maratona volta à capital mineira após 5 anos. Os atletas masculino e feminino que concluírem a prova em primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto lugares receberão premiações em dinheiro que vão de mil a 6 mil reais.

A largada e a chegada da ASICS Golden Run BH acontecerão na nova Praça da Pampulha, que fica próxima à Igrejinha São Francisco de Assis. (Archdaily)

Percurso

A largada e a chegada da ASICS Golden Run BH acontecerão na nova Praça da Pampulha. O local fica próxima à Igrejinha São Francisco de Assis. O percurso vai contornar toda a orla da Lagoa, integrante do Conjunto Moderno que detém o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, e passar ainda pela Avenida Professor Clóvis Salgado. A partir das 6h50 da manhã, a prova terá início em ondas. Primeiro, para os corredores PNE, de Elite Feminina e de Elite Masculina, respectivamente. Em seguida, os pelotões também terão a largada anunciada.

Ao longo do trajeto de 21 quilômetros, os corredores vão ter uma estrutura completa à disposição. Atendimento médico e fisioterápico, água, isotônico, gel de carboidrato, frutas, banheiro e até UIT móveis estarão distribuídos em pontos estratégicos. Entre os quilômetros 4 e 7 do circuito, na praça Fábio de Araújo Mota, haverá ainda música ao vivo para animar os atletas e o público que irá torcer e acompanhar a emoção da prova. Devido à baixa altimetria e um número maior de postos de apoio aos atletas, a edição em BH promete ser emocionante, com grandes chances de registrar quebra de recordes.

ASICS Golden Run BH

O circuito chega a Belo Horizonte após passar por Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. A última edição do evento na capital mineira foi em 2012. Este é o primeiro ano em que a corrida recebe 8 etapas, entre nacionais e internacionais. Até novembro deste ano, a ASICS Golden Run ainda vai passar por Brasília e outro cidades da América Latina. Edições em Santiago, no Chile, Lima no Peru e Buenos Aires, na Argentina, já têm data marcada.

Assim como na edição Rio de Janeiro, os primeiros colocados na ASICS Golden Run BH receberão medalhas e prêmios em dinheiro. (Reprodução)

A retirada dos kits acontecerá no sábado (26), das 8h às 19h, no Salão Ouro do Minascentro. O local fica na rua dos Guajajaras, 1022 – Centro. O evento contará, também, com palestras de estratégia de percurso e dicas de preparação, além de uma loja da ASICS e a oportunidade de realização do teste da pisada. Para quem ainda não garantiu o seu, há kits disponíveis no site oficial. O Golden Run é o único ainda disponível. Ele custa R$ 180 e conta com camiseta, sacola de treino, viseira e toalha. A compra deve ser feita até sábado para que a retirada seja realizada na EXPO.

Mais que um exercício físico: um estilo de vida

O engenheiro e administrador Thiago Rocha vem à capital mineira pela primeira para participar da ASICS Golden Run BH. Das 8 etapas do circuito, ele pretende concluir 5, e uma delas passa por Belo Horizonte. Apesar de já ter corrido distâncias muito maiores, ele diz estar ansioso para realizar a prova. É sobre esse desafio que conversamos com o atleta em uma entrevista exclusiva. Confira:

Ahtitude: Quando e como você começou a correr?

TR: Comecei a correr por hobby em 2005 sem nenhuma ambição, após ter me machucado no futebol. Era a maneira mais fácil de me exercitar, uma vez que não precisava juntar dois times para jogar. A minha presença bastava.

Ahtitude: A vida de atleta exerce alguma mudança na sua carreira?

TR: Trabalho na área comercial de uma multinacional do ramo do petróleo. A corrida, sem dúvidas, veio a somar na minha carreira. Ela passou a ser a minha dose de endorfina e terapia diária para aguentar a pressão e cobrança do mundo corporativo. Esse é o meu escape. Vale ressaltar este artifício é cada vez mais comum nas empresas, principalmente nos cargos de grande responsabilidade.

Ahtitude: Quais os benefícios pessoais que a corrida já de proporcionou?

TR: Em primeiro lugar, conhecer pessoas. Hoje estou rodeado de grandes amigos que a corrida me deu e que levarei para o resto da vida. Além disso, a corrida me deu a possibilidade de me redescobrir, de me superar, de extrair a minha melhor versão, transbordando estas qualidades para a vida pessoal e profissional. Hoje me sinto mais energizado, alegre e determinado.

Ahtitude: Como está sendo a sua rotina de preparação para um circuito como esse de 21 km?

TR: Venho de uma lesão onde fiquei em tratamento por 10 meses devido a uma fascite plantar. Pude voltar a tempo de realizar em cima da hora a última ASICS Golden Run do Rio de Janeiro (30/jul), mas guardo grandes expectativas para esta nova etapa de Belo Horizonte, apesar de ter tido apenas 28 dias de preparação para esta nova etapa.

O engenheiro e administrador Thiago Rocha já correu outras provas da ASICS Golden Run, e vem a BH pela primeira vez para mais um desafio. (Instagram)

 

Ahtitude: O que você acha que os percursos feitos em Belo Horizonte têm de diferente dos das outras cidades onde você já esteve?

TR: Ouço falar muito na Lagoa da Pampulha que já recebeu grandes atletas em diversas provas. Ter um circuito moldado por uma lagoa traz consigo um desafio de inúmeros recortes, onde o estudo do trajeto se faz fundamental para desenvolver uma boa prova. Além disso, está situado a 800 metros de altitude e com umidade baixa, que também precisam ser levados em conta. Confesso que já fui intimado diversas vezes por seguidores e amigos para comparecer em eventos na região, mas nunca consegui casar a agenda. Desta vez estarei lá para prestigiar cada segundo de prova.

Ahtitude: Qual a maior distância que você já percorreu em prova?

TR: A minha maior distância percorrida em prova foi no Ironman (226 km), onde nadei 3.8 km, pedalei 180 km e corri 42.2 km. Fora isso, diria que a minha maior rodagem correndo foi 58 km por hobby, explorando o Rio de Janeiro.

Ahtitude: Que avaliação você faz do circuito da ASICS Golden Run?

TR: Já estive em diversas etapas do Rio de Janeiro e de Brasília. Neste ano, além do Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte, farei também Santiago e Buenos Aires, que se incorporaram ao circuito da America Latina com Lima. É unânime que este é o melhor circuito de 21 km no país. A organização é sempre impecável, pensado no atleta para extrair o melhor dele na prova. Em suma, circuito plano e rápido, com hidratação e suplementação em pontos chaves. No mais, é só colocar em prática tudo aquilo que treinamos.

Ahtitude: Quais as dicas que você dá para quem quer começar a correr?

TR: Em primeiro lugar, procure a orientação de um profissional da área. Aprendizado próprio. O grande erro dos iniciantes é achar que apenas colocar um tênis e sair por ai basta. Acredite: a conta chegará um dia. Tendo um acompanhamento, você poderá projetar a sua evolução sem preocupações, traçando metas factíveis e consistentes, para te levar a sua melhor versão no esporte.

“A corrida de rua já transformou a vida de muita gente e poderá transformar a sua também! Se permita e venha correr com a gente!” Thiago Rocha

 

Serviço

O quê? ASICS Golden Run BH – Meia Maratona de 21 km

Quando? Domingo, 27 de agosto de 2017

Onde? Pampulha, Belo Horizonte

Quanto? Kits a 180 reais

Posts relacionados